26 de jul de 2005

Pontos Corridos

Ano passado tivemos um campeonato sensacional. Disputas ponto a ponto até o final, e na última rodada tínhamos vários times disputando alguma coisa, desde título até rebaixamento. Imaginem quando tivermos só 20 times... não consigo entender como ainda tem gente que prefere aqueles formulismos de antigamente e suas injustiças.

Não concordo que seja preciso haver uma "final". Prefiro ter 50% de emoção em todas as rodadas do que ter 100% numa ou duas partidas e 0% no resto do campeonato. Numa frase: "Todos os jogos são finais nos pontos corridos".

Há anos falam em abandonar os pontos corridos na Europa, mas isso nunca ocorre. Isso que lá é normal termos três ou quatro candidatos (os mesmos de sempre), e o resto é apenas figurante. Aqui no Brasil é MUITO melhor, temos mais candidatos ao título e nem sempre são os mesmos.

O sistema de pontos corridos tem inúmeras vantagens, e destaco aqui algumas delas:

- Sem sombra de dúvidas é o mais justo: evita o problema crônico do 1º com uma campanha espetacular pegar o 8º que se classificou com as calças na mão e ser eliminado. Um dos motivos é que o 8º entra como franco atirador, não tem nada a perder; a pressão é toda do 1º.

- Dilui os erros de arbitragem: aquela final de 1995 é o exemplo clássico. Nos pontos corridos os erros também vão ocorrer, mas sua influência no resultado final é menor, já que teoricamente estarão distribuídos ao longo de todo o campeonato. Por exemplo, no formulismo, de repente um time ganha um jogo na primeira fase com erros do juiz mas depois perde a final por causa de erros... injusto.

- Não deixa o ano terminar mais cedo pra ninguém: pra dar um exemplo, esse ano a Série B termina em Setembro para quem não ficar entre os 8 - mais da metade dos times. Um prejuízo financeiro muito grande.

- Todas as partidas são verdadeiras finais: nem todo mundo ainda se percebeu disso, mas com pontos corridos é assim, cada partida deve ser jogada como se fosse a última. Isso sim é que é emoção... ao invés de uma primeira fase morna, onde basta ficar entre os classificados, é um campeonato inteiro com jogos emocionantes valendo o título.

O time do Cruzeiro em 2003, com o Luxemburgo, pegou um momento de transição onde muitos ainda não tinham se dado conta de que 3 pontos no início valiam o mesmo que 3 pontos na última rodada. Era nítido que o time estava jogando com mais pegada desde o início, sempre querendo vencer.

Esse ano todo mundo se deu conta de que é preciso jogar pra ganhar, sempre. As médias de gols das últimas rodadas demonstram bem isso... enfim, um ótimo campeonato. E tenho certeza que vai ficar melhor a cada ano.

2 comentários:

Paulo Fernando disse...

Ô SEU " BUNDÃO "! VC QUER DIZER QUE O MEU FOGÃO GANHOU DO SEU SANTOS ROUBANDO ? VÁ SE CATAR SEU F.D.P. NO PRIMEIRO JOGO NO RIO O ARBITRO ANULOU UM GOL DO BOTAFOGO INDEVIDAMENTE, DISSO VC NÃO FALA NÃO É ? VÁ DAR EXEMPLO ASSIM NA P.Q.P.

Alexsander disse...

1) Não sou santista

2) No segundo jogo, o gol de Túlio foi em completo impedimento. Além disso, o Santos fez um gol com Camanducaia que foi mal anulado. Mesmo que este suposto erro tenha acontecido na primeira partida, são dois erros contra um.